segunda-feira, 25 de abril de 2011

ASSESSORIA NA ELABORAÇÃO, REALIZAÇÃO DE PROJETOS E CAPTAÇÃO DE RECURSOS

A prof.: Cecy Fontes é especializada na Criação e no desenvolvimento de Projetos e na aplicação de soluções nas áreas SOCIAL e CULTURAL. Todos os projetos já elaborados têm a
marca da inovação, da criatividade e realização com sucesso. Sua atuação é pautada pela ética e pela transparência na relação com clientes, parceiros e em todos os segmentos nas áreas Social e Cultural.
 
CONTATOS e INFORMAÇÕES
TELs.:(21)3683.5725 / 9405. 3289

www.cecyfontes. webnode.com. br < http://www.cecyfontes.webnode.com.br/
<http://www.cecyfontes.webnode.com.br/> >

ONU Mulheres Brasil e Cone Sul abre edital anual para financiamento de projetos da sociedade civil

Seleção destina US$ 415 mil e está centrada em três áreas temáticas: liderança e participação política, eliminação da violência contra as mulheres e empoderamento econômico das mulheres.  Propostas de projetos serão recebidas até o dia 8 de maio de 2011

 
Brasília, 19 de abril de 2011 - A ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres abre nesta terça-feira (19/4) edital anual para financiamento de projetos da sociedade civil. A seleção se encerra no dia 8 de maio de 2011 e prevê o financiamento de US$ 415 mil (cerca de RS 680 mil) para iniciativas que sejam executadas na Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai.

O edital está estruturado em três áreas temáticas: expansão da liderança e participação das mulheres, promovendo a igualdade de gênero nas diferentes esferas da sociedade; eliminação da violência contra as mulheres; e fomento ao empoderamento econômico das mulheres. Podem apresentar propostas organizações da sociedade civil com experiência mínima comprovada de um ano na execução de projetos similares. Os projetos financiados deverão ser executados no período de 1º de julho de 2011 a 30 de junho de 2012.

Para o Brasil estão destinados US$ 133 mil (cerca de R$ 220 mil) para a capacitação de organizações da sociedade civil, especialmente de mulheres e população LGBT em situação de vulnerabilidade social, para participar na formulação e avaliação de políticas públicas na área de segurança pública. Os recursos também estão direcionados para apoiar as atividades preparatórias da 3ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres e aumentar a capacidade de liderança das mulheres em cargos eletivos e em esferas de tomada de decisão.

Na Argentina, o edital canaliza US$ 87 mil para o fortalecimento de rádios comunitárias; atividades de base de mulheres rurais, povos originários e migrantes para incidência nas políticas públicas; e produção de conhecimento sobre cadeias de cuidado, uso do tempo e temas econômicos de mulheres rurais, povos originários, afrodescendentes, migrantes e em outras áreas de vulnerabilidade. Para o Chile, a seleção prevê US$ 55 mil para a seleção de projetos que aumentem a capacidade de liderança das mulheres e a participação delas em cargos eletivos e de tomada de decisão; e a geração de renda de mulheres rurais, com enfoque especial em mulheres indígenas.

No Paraguai, serão financiados US$ 62 mil em projetos que reinstalem a discussão sobre cotas para mulheres na política; fortaleçam as capacidades institucionais da Secretaria de Gênero do Poder Judiciário; e fortaleçam a capacidade de elaboração de orçamentos sensíveis ao gênero da Secretaria da Mulher da Presidência da República. Para o Uruguai estão alocados US$ 78 mil para financiar iniciativas que estimulem a participação política das mulheres e fomento dos direitos das mulheres de minorias com discriminações múltiplas; e apóiem iniciativas relacionadas a gênero e mudanças climáticas.


Curso de atualização Assédio Moral no trabalho

Inscrições abertas!
Curso de Atualização Assédio Moral no Trabalho

Profª Claudia Reina e Rita Costa

Data: 06/05; 13/05; 20/05 e 27/05

Horário
: 9h às 13h

Curso Livre e Gratuito para estudantes e profissionais das áreas de Direito e Saúde, líderes comunitários, sindicalistas, etc.

Número de Vagas: 30

Período de Inscrição: 08/04/2011 a 04/05/2011



Os interessados deverão solicitar ficha de inscrição através do endereço eletrônico dihs@ensp.fiocruz.br para concorrer a uma vaga no processo seletivo.

ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL

Repassando:


*VAGA: (2)*

*PROJETO ENERGIA OLIMPICA*


*ESTAGIÁRIA*


*Forma de contrato: *(Estagiário)**


*Atividades:*


-Entrevistas domiciliares


-Entrevista ao grupo de idosos


-Atendimento diário


- Atividade sócio-educacional com os grupos


*Pré- requisito:*

- Cursando 3° ou 4° período


*Remuneração: *Não haverá bolsa* *

*Carga horária diária: *Negociar


*Bairro:* Copacabana ( Comunidade do morro dos Cabritos- Ladeira dos

Tabajaras)* ** *

*Cidade: *RJ* *


*Estado: *RJ* *


*OBS: Informar o horário de preferência ( M ou T) *


Os interessados devem enviar o currículo para
socialprojetoenergiaolimpica@gmail.com informando estágio de serviço social e o período no assunto do e-mail,
que encaminharemos ao contato.
 


Cláudia Irlane - Assistente Social
Tel: 9514-8212

C O N V I T E

Audiência Pública na Câmara Municipal de Duque de Caxias
 Sobre o Transporte Ferroviário
no ramal de Vila Inhomirim (Saracuruna x Raiz da Serra)          

29 de abril de 2011 (sexta-feira) às 9:00h




A COMTREM – Comissão de Luta pelo Trem, entre outras Instituições do movimento social, vêm convidar para a Audiência Pública na Câmara Municipal de Duque de Caxias sobre o Transporte Ferroviário no Ramal de Vila Inhomirim (Saracuruna x Raiz da Serra) no dia 29 de abril de 2011 as 9:00h, para tratar das seguintes questões:

·         Melhorias no Ramal Vila Inhomirim (Saracuruna x Raiz da Serra).

·         Implantação de Trem VLT – Veículo Leve sobre Trilho.

·         Decisão do governador Sérgio Cabral, de renovar a concessão do contrato da SuperVia/ Oderbrecht por mais 25 anos, a partir de 2023, até 2048, com a inclusão dos ramais de Guapimirim e Visconde de Itaboraí.

·         Apresentação do Projeto Central - Aceleração do Transporte Ferroviário no estado do Rio de Janeiro e a relação deste com o Ramal Vila Inhomirim.

Essa Audiência tem como perspectiva esclarecer, aprofundar, democratizar as informações e buscar soluções viáveis para um transporte de qualidade, que atenda às necessidades da população deste município.



VENHA LUTAR PELO TREM VLT.


Contatos: Tels.: 9759-3003 (vivo)  8623-8296(oi)  8071-5599(Tim)

terça-feira, 19 de abril de 2011

III Seminário Brasileiro de Efetividade da Promoção da Saúde

Efetividade da Promoção da Saúde: ampliando o diálogo com o Governo e a Sociedade.


Instituição: ENSP/Fiocruz, Abrasco, UIPES/ORLA, USP


Local: Rio de Janeiro, RJ


Período: 23/05/2011 a 26/05/2011


Informações: O Seminário se justifica pela adesão aos princípios e valores – diversidade e equidade, integralidade, cidadania - e estratégias da promoção da saúde como um caminho promissor em favor da melhoria da qualidade de vida, de forma justa e equitativa. Da mesma forma, baseia-se na convicção de que a avaliação de suas políticas e práticas confere legitimidade à promoção da saúde, quando gera evidências de que suas ações são capazes de produzir mudanças significativas nas condições de vida das pessoas, grupos e comunidades. Mais informações sobre o evento, no site.

Curso de violência e saúde do Claves com inscrições abertas

ENSP, publicada em 14/04/2011

Estão abertas as inscrições para o curso de atualização em Leitura em Violência e Saúde , coordenado pelas pesquisadoras do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde da ENSP (Claves), Edinilsa Ramos de Souza e Patricia Constantino. O curso tem o objetivo de refletir e aprofundar o conhecimento acerca da violência no campo da saúde pública,discutindo, do ponto de vista teórico e prático, os aspectos sócio-epidemiológicos, políticos e comunicacionais que permeiam as questões relacionadas ao tema. São oferecidas 25 vagas.


O curso é voltado para profissionais de saúde e profissionais que trabalham com o tema da violência. A inscrição deverá ser feita na Plataforma Siga Lato Sensu da ENSP. O edital está disponível no arquivo anexo.

Hospital Maçônico

O JORNAL DA REDE GLOBO MOSTROU UMA REPORTAGEM SOBRE O HOSPITAL DOS OLHOS DE SOROCABA.
ESSE HOSPITAL É DA MAÇONARIA, SEM FINS LUCRATIVOS.
ELE É CONVENIADO COM O SUS, E TEM CAPACIDADE PARA REALIZAR CERCA DE 300 (TREZENTOS) TRANSPLANTES DE CÓRNEAS POR MÊS, POIS HÁ UM ESTOQUE DE CÓRNEAS SUFICIENTE PARA A REALIZAÇÃO DOS MESMOS.
ENTRETANTO, ESSE HOSPITAL ESTÁ REALIZANDO SOMENTE CERCA DE 120 (CENTO E VINTE) TRANSPLANTES POR MÊS, DEVIDO A FALTA DE PACIENTES.
AS CÓRNEAS NÃO UTILIZADAS ESTÃO SENDO JOGADAS FORA POR PASSAREM DO TEMPO DE UTILIZAÇÃO E VALIDADE !
REPASSANDO DE MÃO EM MÃO ESTE E-MAIL PODERÁ CAIR NA MÃO DE ALGUÉM QUE CONHEÇA UMA PESSOA QUE ESTÁ A ESPERA DE CÓRNEAS. ELA PODE ENTRAR EM CONTATO COM O HOSPITAL OFTALMOLOGICO DE SOROCABA - SP E SE CURAR!
TELEFONE - (15) 3212-7009 DE 2ª A 6ª FEIRA

ATENCIOSAMENTE,

DR. EDUARDO BEZERRA -MÉDICO

MATRÍCULAS ABERTAS

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Assistência Social lança o programa "Família Carioca em Casa"

Repassando...
_____________________
Assistentes sociais farão visitas domiciliares á população mais pobre do Rio para identificar e atender às necessidades dessas famílias


30/03/2011


O prefeito Eduardo Paes e o secretário municipal de Assistência Social, Rodrigo Bethlem, lançaram na manhã desta quarta-feira, dia 30, no Palácio da Cidade, em Botafogo, o programa 'Família Carioca em Casa'. A iniciativa vai oferecer um atendimento social residencial a 98 mil famílias, cerca de 422 mil pessoas, que já recebem o benefício do Cartão Família Carioca, programa de transferência de renda da Prefeitura do Rio.

O 'Família Carioca em Casa' vai identificar e atender às necessidades sociais dos moradores de diferentes regiões da cidade. As visitas domiciliares serão realizadas semestralmente por funcionários dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e das Coordenadorias de Assistência Social (CAS) para diagnosticar se a família está em situação de risco social (como por exemplo, desemprego, problemas de moradias, saúde, entre outros) e encaminhá-la para atendimento em um dos órgãos que integram a rede socioassistencial da Prefeitura. Também será realizado um mapeamento do território atendido, para auxiliar no desenho de políticas sociais mais eficientes e com maior impacto na vida dessas pessoas.

O prefeito Eduardo Paes falou da importância dessa iniciativa da Prefeitura:

Foto: Beth Santos- Esse programa vai possibilitar a transformação na vida dessas pessoas. Essas famílias precisam de ajuda e de atenção especial. E junto com o que a Prefeitura já vem fazendo na área da saúde, vamos entrar nas casas dessas famílias e identificar de que maneira podemos ajudar. O país hoje cresce e o Rio de Janeiro tem colaborado e ainda tem servido de exemplo. O Rio vive um momento especial, de oportunidades e elas devem chegar a quem mais precisa e, no final, estaremos melhorando a vida não só daquelas pessoas, mas a de todos - afirmou.

Durante a solenidade o prefeito assinou o decreto que cria o Comitê Integrado de Gestão Governamental de Desenvolvimento Inclusivo e Erradicação da Pobreza Extrema do Poder Executivo Municipal do Rio de Janeiro. O comitê será composto pelas secretarias municipais de Assistência Social, Educação, Saúde, Trabalho e Emprego, Desenvolvimento Econômico e Solidário, Conservação, Habitação, Pessoa com Deficiência, Esportes e Lazer, Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, e pelo Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP).

O secretário Rodrigo Bethlem destacou que o programa terá início no próximo dia 12 de abril e o investimento anual será de R$ 19 milhões. Cerca de 540 profissionais estarão envolvidos no projeto:

Foto: Beth Santos- Nós entendemos que dar o benefício foi o primeiro passo. Nós vamos agora é acompanhar e visitar as 98 mil famílias, pelo menos, duas vezes por ano, para fazer o diagnóstico e buscar a solução. Por exemplo, vamos encaminhar aquele chefe de família que está desempregado e sem qualificação profissional para a Secretaria de Trabalho e Emprego, para que ele possa ser inserido no mercado de trabalho. Nosso objetivo é resolver estruturalmente os problemas da família para que possamos retirá-la da pobreza - explicou, informando que 80% das famílias estão concentradas nas áreas de planejamento AP3 (38.738) e AP5 (39.762), que incluem a Central, Leopoldina e Ilha do Governador e a Zona Oeste.

Lançado pela Prefeitura do Rio, em dezembro de 2010, o Cartão Família Carioca concede um benefício mensal às famílias, entre R$ 20 e R$ 400, com o objetivo de retirar da linha da pobreza indivíduos que vivem com menos de R$ 108 reais por mês. O programa usa a mesma base cadastral do Bolsa Família no Rio, programa do Governo Federal. Para garantir o auxílio, é exigido que as crianças de cada família mantenham frequência mínima de 90% das aulas, além da participação de pelo menos um dos responsáveis nas reuniões escolares. Aqueles que apresentarem melhoria no rendimento dos estudos ainda recebem uma bonificação de R$ 50.

Os secretários municipais Claudia Costin (Educação), Augusto Ribeiro (Trabalho e Emprego), Eduarda La Roque (Fazenda), o presidente do Instituto Municipal de Urbanismo Pereira Passos (IPP), Ricardo Henriques, e o representante do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas, Marcelo Néris, também participaram da cerimônia de lançamento do programa.
_____________________


Será?!


Organização do Ato do Dia Mundial da Saúde



Repassando...


_____________________
"Companheiras e Companheiros,




Segue cartaz de divulgação da última plenária de organização do ato do dia mundial da saúde (07/04/11). Será no dia 05/04, terça-feira, às 18h, no auditório do SinMed (Av. Churchill, 97 - centro).


O material de divulgação do Ato (cartaz e panfleto) está disponível no SinMed para que as entidades possam pegar e divulgar.


Segue também em anexo documento solicitando a instalação da CPI da Saúde para adesão das entidades que será entregue na ALERJ no dia do ato (a adesão das entidades ao documento será realizada nesta última reunião antes do ato – 05/04 – algumas entidades presentes na última reunião do fórum já assinaram o documento).
Lembramos às entidades que nos dias 04, 05 e 06 de abril vai ocorrer panfletagem para chamar para o ato, nos seguintes locais:
- 04/04 – a partir das 10h – Hospital Souza Aguiar
- 04/04 – 13 às 17h – Santa Cruz (em frente ao INSS)
- 04/04 – a partir das 17h – Central do Brasil
- 05/04 – manhã e tarde – Cinelândia
- 05/04 – 13 às 17h – Campo Grande (Calçadão)
- 06/04 – 13 às 17h – Bangu (próximo escada rolante)
- 06/04 – a partir das 17h – Praça 15/Barcas


Convidamos todos e todas a participarem da panfletagem!!!


Precisamos construir um grande ato para impedir a privatização da saúde! Contamos com a presença de todos nesta última reunião!

Fórum de Saúde do Rio de Janeiro



--
Fórum de Saúde do Rio de Janeiro: saúde não é mercadoria !!!"

Contra o Fechamento do IBC - Importante, não ignore!!!

Como poucos sabem, o MEC decidiu fechar até o final do ano o Instituto Benjamin Constant, uma Escola de Ensino Regular Especializada na Educação de Cegos, com turmas que vão desde a Estimulação Precoce até o 9º ano (antiga 8ª série) do Ensino Fundamental, e com atendimento especializado realizado com os reabilitandos (videntes - pessoas que enxergam -  que ficaram cegos por alguma razão).

    O fato saiu no jornal O Globo inclusive, mas não chegou a ser a grande notícia da semana, pois poucos sabem o significado da instituição para o país. Não somente querem fechá-lo, mas também ao INES (para surdos) e ir aos poucos acabando com as escolas especializadas em educação especial, qualquer que seja a necessidade.
   
     Nenhum problema haveria nesse projeto se nossas escolas regulares tivessem a estrutura adequada a esse tipo de educação inclusiva que tanto se fala nesse país, mas só fica na teoria. Os alunos especiais sofrem preconceitos dos outros alunos e acabam sendo deixados de lado por professores que não são capacitados a atendê-los. Um aluno especial em uma turma regular dificilmente tem a atenção necessária para desenvolver-se no mesmo ritmo que os demais alunos de sua classe e o método de ensino tem de ser diferenciado.

    Em nosso país o sistema de ensino não consegue suprir as necessidades dos alunos regulares, quem dirá dos especiais. Cansamos de ver escolas com falta de material, falta de professores e que carecem de meios para que se tenha controle dos alunos e lhes ensinem valores morais já esquecidos na sociedade atual, e ainda entra em cena o "bullying" (palavra tão usada ultimamente) que emerge desta impotência moral iniciada no ambiente escolar.

     Como uma criança ou adolescente especial vai conseguir sobreviver no ambiente mais hostil conhecido pelo homem: a escola? Quem tem filho, irmão mais novo, é professor ou de alguma forma convive com um grupo de crianças ou adolescentes (e se você não se aplica as condições, pense quando era você uma criança ou adolescente que frequentava a escola) sabe que eles são "cruéis" e não perdoam qualquer tipo de coisa diferente do seu radar de certo e errado, ainda em formação.

     No Instituto, as crianças se sentem parte de um todo, não sofrem preconceitos mas saem de lá prontas para enfrentá-los, prontos para enfrentar nosso mundo de videntes egoístas. Lá elas aprendem a andar sem cair ou bater em objetos, aprendem a comer, têm esportes específicos, desde pequeninos são estimulados. Alguns dos alunos inclusive passam a semana no Instituto, são alunos internos do Benjamin constant. Alguns alunos são Internos porque os pais não têm condições de levar e buscar, seja por dificuldades financeiras ou de trabalho (as aulas são em tempo integral). Com cuidadores para auxiliá-los a semana toda, dormitórios estruturados, refeições bem preparadas pelas "tias da cozinha" e elaboradas por nutricionistas.

      Algumas crianças só têm na vida o Instituto. Posso parecer que estou exagerando, mas não é. A maioria das crianças não são somente cegas, algumas têm doenças degenerativas , ou seja, a doença vai piorando a um estado...que...enfim. No IBC é onde elas são aceitas e têm assistência de profissionais capacitados. Só tentar descrever pelo e-mail é complicado, aconselho que tirem um dia e visitem o Instituto. Estar presente e até mesmo fazer trabalho voluntário lá pode mudar o jeito que temos de ver a vida, e com sorte nos tornar pessoas melhores.

      Essa luta não é por mim , não é pela minha irmã (que é cega e estuda lá), não é pelos professores, pois conheço muitos lá de dentro. É uma luta EXTREMAMENTE pelos alunos, pelo próximo!

      Geralmente só percebemos diferentes situações fora de nosso círculo social quando nos afeta de alguma maneira. Quem tem alguém especial por perto sabe das dificuldades que enfrentamos, bate de frente com o preconceito, a desigualdade e o descaso que cai sobre eles.
    
     Meu principal objetivo com este e-mail é conscientizar as pessoas, principalmente os cariocas, da importância desse centro de referência para cegos de todo o Brasil. E é um motivo de orgulho para nós termos tal instituição que capacita tão bem seus alunos. Vamos lutar contra esse absurdo de fechar o IBC, se quiser colaborar agradecemos muito.

Abaixo assinado: http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N8365


    Caso se interessem, haverá uma passeata contra o fechamento, em frente ao Instituto Benjamin Constant no dia 11 de abril das 10:00h às 12:00h. Vamos bater panelas, fazer barulho, levar faixas e pintar o rosto para lutar pelo que importa!

     Vamos repassar essa corrente de luta e amor ao próximo, por isso imploro para que repasse, por favor, para TODOS os seus contatos essa mensagem!

O Instituto Benjamin Constant fica na Av. Pasteur - Urca (Próximo a Botafogo, na calçada do campus Praia Vermelha da UFRJ e Unirio) caso queira conhecer ou participar da passeata.

e o site:  http://www.ibc.gov.br/